EnglishPortuguese

Usina de pernambucana de inovação inicia primeira turma de formação em inovação pública (FIP)

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

O encontro com gestores municipais serviu para sensibilizar sobre o tema da inovação no serviço público

A Usina Pernambucana de Inovação deu início nesta segunda-feira (14/12) ao curso de Formação em Inovação Pública (FIP), voltado para entidades dos poderes executivos municipais. A formação faz parte de um acordo de cooperação técnica com o SEBRAE para promover o compartilhamento de conhecimentos, e lições aprendidas, sobre inovação pública entre servidores municipais. A ação faz parte do Programa Município +Simples, liderado pelo SEBRAE e executado em parceria com a Usina Pernambucana de Inovação. O encontro virtual contou a participação de representantes dos municípios de Afogados da Ingazeira, Araripina, Camaragibe, Caruaru, Granito, Jaboatão do Guararapes, Moreno, Olinda, Petrolina, Recife, São Lourenço da Mata, Serra Talhada e Vitória de Santo Antão.

Nesse primeiro encontro foi debatido a inovação no serviço público, como forma de sensibilização dos participantes. “A formação em inovação pública é um momento muito importante para trocar ideias e experiências sobre o tema, mostrando o caminho que o Governo de Pernambuco vem trilhando desde 2015. Neste primeiro encontro conversamos sobre pessoas, território, tecnologias e as mudanças recentes na legislação estadual, que permitiram, entre outras coisas, a criação da Usina Pernambucana de Inovação”, explicou o Gerente de Transformação Digital da Secti, Hugo Vasconcelos.

A analista da Coordenação de Diretrizes e Ambiente de Negócios do Sebrae-PE, Priscila Lapa, explica que o objetivo do curso é melhorar o ambiente de negócios da cidade para gerar um ciclo que vai transformar a economia local e fazer os negócios fluírem. Para isso é necessário apoiar os parceiros estratégicos que atuam para o desenvolvimento do município, ou da região, em pautas de interesse comum ao território, estimulando a estruturação do ecossistema local de inovação. “Nesse programa, um dos focos é apoiar os municípios na implantação de um Programa Municipal de Inovação. Assim, a parceria com a Usina Pernambucana de Inovação é um dos pilares para que esses núcleos de inovação se tornem realidade”, reforçou.

“A expertise das ações que se iniciaram na Seplag, e que resultaram na criação da Usina Pernambucana de Inovação, foi fundamental para a parceria nessa ação”, complementou a gestora do Sebrae-PE.

Após o momento de sensibilização para inovação pública, a formação continua com cursos sobre Inovação, Marco Legal, Compreensão de Problemas, Projetos de Inovação Pública, Criatividade, Design Thinking e conclui com o Pitch. As aulas seguem até maio de 2021.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Skip to content